Junte-se gratuitamente a mais de 47.000 advogados inteligentes e receba dicas imperdíveis de Empreendedorismo e Marketing Jurídico

O seu dia pode render 48 horas a partir de agora

Nesses mais de 5 anos como coach para advogados uma das queixas mais frequentes que escuto é “eu não tenho tempo”. E eu entendo, você está dizendo a verdade. O tempo é um bem cada vez mais escasso e precisamos saber aproveitá-lo bem, por isso o assunto hoje é: produtividade para advogados.

Continue lendo para conhecer estratégias de planejamento e priorização que farão o seu dia render 48h.

produtividade-para-advogados-02

Imagine o cenário: mesa lotada de papéis, clientes ligando a todo o momento, desentendimentos internos no escritório, prazos, audiências…

Ficou cansado só de ler, né?

Eu sei que rotina diária de um advogado ou advogada não é nada fácil.

A pergunta que fica é: como conciliar tudo isso e ainda dar conta da sua vida pessoal em apenas um dia?

Por não aplicarem as dicas que apresento a seguir, muitos advogados culpam a falta de tempo pela não realização de seus objetivos e, consequente, frustração.

Imagino que não é isso que você sonha para você, não é mesmo?

Então arregace as mangas e vamos em frente.

PLANEJAMENTO: O PRIMEIRO PASSO PARA UM DIA MAIS LONGO

Produtividade para advogados

Não tem jeito: não há como falar em produtividade para advogados sem começar abordando a importância do planejamento.

Se você está procurando fazer com que seu dia renda mais, comece planejando, comece estabelecendo metas para a semana, para o mês e para o ano.

Como?

Veja algumas dicas a seguir.

Dica 1: Aproveite seu final de semana

Uma ótima maneira de organizar a semana é fazendo um planejamento prévio no final de semana.

Eu, por exemplo, gosto de fazer um planejamento geral da minha semana no domingo à noite. Assim, já começo a segunda-feira com um mapa de tudo o que preciso fazer.

É claro que, às vezes, no decorrer da semana preciso fazer alguns ajustes a esse plano.

Nesse caso, tente sempre planejar na noite anterior, antes do dia começar.

Dica 2: Disposição em primeiro lugar! Seja mais ativo do que reativo

Produtividade para advogados ou para qualquer profissional não combina com preguiça.

Jogue a procrastinação de lado!

Pessoas verdadeiramente ativas são aquelas que não só fazem seu planejamento, como também usam toda a sua energia para cumprir o planejado até o final do dia, sem ficar deixando para depois.

Se você planeja, mas não cumpre acaba perdendo confiança em você mesmo e na sua capacidade de realização. Se você colocou na agenda, cumpra.

Você verá que essa simples atitude garante motivação para cumprir mais e mais.

PRIORIZAÇÃO: A ARMA CONTRA OS LADRÕES DE TEMPO

Produtividade para advogados

Preciso ser sincera, esse passo não é nada fácil.

Com a vida agitada, temos vários ladrões de tempo. Eles nos atacam diariamente e nos afastam do que realmente é importante tanto no trabalho, quanto na nossa vida pessoal.

Aplicativos que não param de apitar no seu celular, acesso constante e não planejados a e-mails, escapadinhas básicas para visitar suas redes sociais, reuniões desnecessariamente longas e, é claro, perfeccionismo e procrastinação.

Esses ladrões de tempo estão por todos os lados. Eles afetam a rotina de profissionais nos quatro cantos do mundo e, obviamente, são também os vilões da produtividade para advogados.

A melhor forma de escapar? Priorizando as suas tarefas!

Antes de continuar lendo, lembre-se: aprender a priorizar é um exercício que requer prática e que deve ser realizado diariamente.

Você pode até errar no começo e, provavelmente, irá equivocar-se, mas com o tempo perceberá que a priorização se tornará algo natural para você.

Quer saber como priorizar? Então veja a seguir.

O FATOR CHAVE DA PRODUTIVIDADE PARA ADVOGADOS: A DIFERENÇA ENTRE IMPORTÂNCIA  E URGÊNCIA

produtividade-para-advogados-03

A primeira lição sobre priorização que precisamos ter em mente é: diferencie seu senso de importância do seu senso de urgência.

Quando a gente quer fazer tudo que é urgente, acabamos esquecendo de fazer aquilo que realmente é importante para alcançar nossas metas.

Para ajudar nessa diferenciação, divida as suas tarefas em quatro grupos:

1. Importantes e urgentes

2.Importantes, mas não urgentes

3. Não importantes, mas urgentes

4. Não importantes e nem urgentes

Vamos conhecer melhor cada um desses grupos?

1. Importantes e urgentes

Nesse grupo irão entrar todas aquelas tarefas que precisam ser resolvidas o mais rápido possível, sob pena de lhe causar prejuízos.

Aqui, entram todas as atividades com prazo para vencer, e que se não forem feitas, o impacto será direto em você, na sua equipe ou no seu escritório.

Prazos processuais, reunião com os principais clientes, artigos com dia e hora para entregar ou até mesmo a reunião da escola do seu filho que você não quer faltar.

Ou seja, tudo que precisa ser realizado o quanto antes entra nesse grupo.

2. Importantes, mas não urgentes

Aqui devem entrar as tarefas mais estratégicas. Tarefas que surtirão efeito para você e para o seu escritório em médio e longo prazo.

Entre as suas metas quais se encaixam nessa descrição?

Conquistar mais cinco bons clientes nos próximos três meses? Aprimorar técnicas de marketing do seu escritório até a metade do ano? Buscar por novos parceiros?

Mas, atenção: o fato delas não serem urgentes não significa que não tenham um prazo.

Elas têm prazo, sim, e você deve se ater a eles se esses projetos são realmente IMPORTANTES. Aliás, se não são tão importantes assim, nem deveriam estar nesse grupo.

Lembre-se de reclassificar essas atividades para o grupo 1 “importantes e urgentes”, quando os prazos estiverem mais apertados.

3. Não importantes, mas urgentes

Fazem parte desse grupo as tarefas indispensáveis, mas que possuem pouco impacto para você, para as metas ou para o escritório em geral.

O segredo aqui é delegar o que é importante para os outros.

Você tem tendência de controlar e centralizar tudo, achando que só você consegue fazer isso ou aquilo? Cuidado. Aprender a delegar é essencial!

Ao contrário do que você deve pensar, o tempo que você dedica capacitando outras pessoas a fazer o que você não precisa fazer pessoalmente não é tempo desperdiçado. É tempo investido na sua produtividade.

4. Não importantes e nem urgentes

Esse é o grupo mais perigoso! Aqui ficam todos os maiores ladrões de tempo.

Lembram deles? E-mails fora de hora, os aplicativos de mensagens que apitam o tempo todo, aquelas conversas com colegas que se prolongam bem mais do que o necessário…

Eu sei, seria irrealista bani-las totalmente do seu dia a dia.

Então o certo é que você planeje um tempo destinado a elas.

Mas quanto tempo? Meia hora por dia está bom? Acho que sim!

Cuidado, pois são esses ladrões que roubam o seu tempo para ir à academia, dar mais atenção às pessoas que você ama ou ler um bom livro.

“Perder tempo em aprender coisas que não interessam priva-nos de descobrir coisas interessante.” – Carlos Drummond de Andrade

Se você estiver com muita dificuldade para fazer a divisão das suas tarefas em blocos de prioridade, então pode ser que o seu problema vá além da produtividade. Pode ser um problema de falta de clareza sobre a sua visão estratégica.

Nesse outro artigo aqui, eu mostro 10 perguntas que você tem que se fazer para identificar se é uma vítima da falta de clareza na sua estratégia.

MUITO ALÉM DE UM MÉTODO – UM HÁBITO DE PRODUTIVIDADE PARA ADVOGADOS

produtividade-para-advogados-04

Chegamos até aqui com bastante aprendizado, não é mesmo?

Mas agora, preste bastante atenção!

Tudo o que vimos não pode ser encarado simplesmente como um método pré-determinado. Se você quer verdadeiramente, ser bem sucedido e produtivo na advocacia é preciso transformar essas atitudes em hábitos.

Somos feitos de hábitos e quase tudo o que fazemos bem são também hábitos: são realizados com periodicidade e frequência.

Tarefas como escovar os dentes, tomar banho, almoçar…Hábitos que já fazem parte da nossa rotina e não precisamos pensar muito para realizá-los. E a produtividade também deve ser vista dessa maneira.

Afinal, produtividade para advogados ou não nada mais é do que um hábito que desenvolvemos ao longo de nossas vidas.

O que acontece é que, para adquirir esse hábito, muita gente terá que substituir um outro: a procrastinação.

Criar novos hábitos não é algo fácil. Precisa-se de muita dedicação e disciplina!

Mas não se preocupe: estudos recentes mostram que um hábito pode ser mudado após 21 dias de repetição. Ou seja, basta você repetir por 21 dias o novo hábito que ele se tornará natural no seu dia a dia!

Quanto antes você começar, mais rápido será produtivo.

Então que tal começar logo?

REFORCE O QUE VOCÊ APRENDEU SOBRE PRODUTIVIDADE PARA ADVOGADOS: A CONCLUSÃO

Produtividade para advogados

Agora que você tem todas as ferramentas, chegou a hora de colocar a mão na massa e alcançar uma maior produtividade para a sua advocacia e para a sua vida.

A reorganização do seu tempo, das suas atividades e das suas prioridades certamente lhe fará avançar – não apenas na sua carreira jurídica, mas também na sua qualidade de vida.

O resultado disso tudo também vai impactar de forma positiva na percepção que o cliente tem sobre o seu trabalho.

Você deixará de chegar atrasado e mal preparado para as reuniões. Nunca mais precisará aborrecer seu cliente porque não teve tempo de cumprir alguma tarefa combinada com ele.

E acima de tudo, jogará fora o peso da improdutividade que fazia doer as suas costas.

E aqui eu te deixo uma tarefa:

  • O que você precisa fazer hoje, essa semana e esse mês para dar andamento aos seus projetos prioritários?
  • Quantos prazos você tem que cumprir nesta semana?
  • Quantas reuniões com clientes e parceiros você precisa realizar para alcançar a sua meta?
  • Tem algum evento para comparecer?
  • O que você precisa estudar para ser mais engajado na causa do seu cliente e entender melhor seu nicho de atuação?
  • Qual é o tempo máximo por dia que você vai permitir que as distrações lhe tomem?
  • Como é que você vai controlar esse tempo?

Organize-se! Não permita que seu tempo escorra pelo ralo.

Gerenciando bem as preciosas horas do seu dia, automaticamente você terá mais tempo e energia para o que realmente importa.

Se você gostou do artigo e acha que melhorar a sua produtividade é pode ser um fator-chave para você melhorar os seus resultados e do seu escritório, conheça o nosso treinamento Produtividade Premium.

E um segredo: esse treinamento reúne as técnicas que salvaram a minha produtividade há alguns anos atrás. Aliás, se você ainda não conhece a minha história, pode conhecer um pouco mais sobre mim aqui.

51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *